terça-feira, 14 de junho de 2016

Sobre o nosso futebol


A seleção da Itália fez ontem na Eurocopa o que a do Brasil deveria ter feito no domingo na Copa Sul Americana. Os jogadores de futebol da Azzurra souberam se defender dos oponentes belgas e marcar gols quando tiveram oportunidade. Uma seleção desacreditada, mas ainda assim uma das favoritas para levantar a taça na Europa, jogou com efetividade para alcançar um resultado positivo. Ainda é cedo para saber se triunfará no torneio. A Alemanha vem forte, tem a seleção espanhola na parada, o Cristiano Ronaldo jogando por Portugal. Comentaristas brasileiros, entre os quais dois importantes ex jogadores, narravam o tempo inteiro do jogo do Brasil que a seleção vinha jogando bem, que esse era o caminho. Pode ser, mas gol que é bom... A Seleção da Bélgica também não esteve mal e não soube aproveitar as oportunidades que teve. Uma coisa tenho que concordar com o Galvão Bueno, mais crítico que o usual, que pegou pesado ontem contra a CBF. Marco Polo Del Nero, o dirigente que não viaja para o exterior com medo de ser preso, os atuais cartolas da CBF e integrantes da comissão técnica com Dunga à frente estão prejudicando o futebol brasileiro. Discordava quando o meu filho dizia que os jogadores brasileiros já não são tão competitivos quanto os jogadores estrangeiros. Mas ele tinha razão. Os jogos das equipes brasileiras não empolgam tanto e não enchem mais nossos olhos de admiração quanto os que vimos em outros campeonatos no exterior, nossos jogadores mais técnicos jogam em equipes de outros países, o trabalho de base praticamente inexistente e que deveria ser mais incentivado para revelar novos craques. Não sou especialista, mas deixo registrado esse meu pitaco.



Total de visualizações de página