segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Fap-SP promove ciclo de debates

Participam o ex-ministro Mendonça

de Barros, economista Daniel Ribeiro e historiador Marco Antonio Villa



A Fundação Astrojildo Pereira - SP promove nos dias 7 e 9 de novembro, em São Paulo e São Carlos, um ciclo de debates sobre Economia e Política. No dia 7 de novembro, a partir das 20h, tendo como convidados o ex-ministro Luiz Carlos Mendonça de Barros e o economista-chefe do Credit Suisse Hedging-Griffo, Daniel Ribeiro, o debate "Economia Brasileira: Conjuntura e Perspectivas", no Hotel Pergamon (Rua Frei Caneca, 70), em São Paulo.
O debate "Mudar o Brasil: Tarefa dos Democratas" traz o historiador Marco Antonio Villa ao auditório do Centro do Professorado Paulista, de São Carlos, no dia 9 de novembro, às 19h. O CPP-São Carlos está localizado à rua Lúcio Rodrigues, 11, Vila Prado.
Os debates fazem parte da programação da representação de São Paulo da FAP sobre conjunturas política e econômica brasileira


Economia Brasileira: Conjuntura e Perspectivas

A crise na economia mundial, que se arrasta desde 2008, teve impactos importantes nos países emergentes, com destaque para a situação do Brasil que vem apresentando aumento nos índices de inflação e queda nas taxas de crescimento.
Problemas estruturais graves, envolvendo a precariedade dos nossos sistemas de saúde e educação, transportes, portos e aeroportos, meio ambiente e uma série de outros fatores que afetam direta ou indiretamente a vida dos brasileiros, estão a exigir uma acurada análise, que coloque em perspectiva as possibilidades de sua superação.

Mudar o Brasil: tarefa dos Democratas

Com a lucidez que lhe é peculiar, o historiador Marco Antonio Villa analisa a conjuntura política brasileira de forma crítica e lúcida. Mestre em Sociologia (Universidade de São Paulo, 1989) e doutor em História Social (Universidade de São Paulo, 1993), Villa é professor de Ciências Sociais da Universidade Federal de São Carlos. Um debate imprescindível para quem acredita que é possível mudar esse País.

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Outras esquinas





De volta às esquinas





Coitado do torcedor palmeirense


Se você é torcedor palmeirense como eu (coitado) e acompanha o noticiário de nosso time pelos jornais, deve ter notado que ele está ocupado apenas com as crises que envolvem o Palmeiras e não com o futebol. Nenhuma contratação de destaque, nenhum jogador que se sobressai, o Palmeiras só é notícia quando deixa o outro time empatar com dois a mais em campo (vergonha), mas é a crise que prevalece. A última notícia sobre o time na Folha, fala sobre os R$ 4 milhões que o time desembolsou por estar sem estádio. Até a conta d'água (R$ 120 mil/mês) no canteiro de obra o Palmeiras está pagando, sendo que o rombo financeiro do clube passa de R$ 25 milhões. Tá certo o Marcos que diz que o que sempre atrapalhou o Palmeiras é a política(gem). Politicagem e má administração somados influenciam o futebol que faz campanha sofrível e já caiu para a segundona, uma vez (e felizmente voltou).

Total de visualizações de página