quarta-feira, 1 de junho de 2011

Em Sem Patrão, funcionários assumem e recuperam fábricas falidas


A Fundação Astrojildo Pereira, representação de São Paulo, lança no dia 17 de junho, às 19h, na Livraria da Vila, da Alameda Santos, 1731, o livro Sem Patrão – Fábricas e empresas recuperadas por seus trabalhadores, que narra a experiência de operários que assumem a direção de fábricas em situação pré-falimentar na Argentina.
No começo do século, o País passava por uma grave crise econômica e os proprietários resolveram abandonar as fábricas. Os seus funcionários, desempregados, resolvem assumir a direção das empresas e conseguem recuperá-las.
Acompanha o lançamento, um debate com a participação do economista Paul Singer, que escreveu o prefácio do livro, e o jornalista Sergio Ciancagline.
Os debatedores
Sergio Ciancagline é jornalista. Após uma carreira bem–sucedida nos principais jornais argentinos, participou, em 2001, da criação de Lavaca, uma cooperativa de trabalho de jornalistas. Hoje, a Lavaca mantém uma publicação impressa, o jornal MU, uma rádio, uma agência de notícias, e uma editora.
O coletivo organiza ainda oficinas de contra-informação e cursos diversos para jornalistas e profissionais de outras mídias. Além de Sem Patrão, lavaca publicou “O fim do jornalismo e outras boas notícias” e “Geração Cromañon”. Sérgio Ciancagline recebeu por duas vezes o Prêmio Internacional de Jornalismo Rei da Espanha, por matérias sobre direitos humanos.
Paul Singer, nascido na Austria, em 1932, chegou ao Brasil com a família em 1940. Estudou economia na Universidade de São Paulo, onde doutorou-se em Sociologia sob a orientação de Florestan Fernandes. Professor na USP até sua exclusão, em 1969, por motivação política.
Trabalhou no CEBRAP e retornou às aulas na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, na década de 1970. Foi Secretário de Planejamento na gestão de Luiza Erundina na prefeitura de São Paulo. Desde 2003 é Secretário Nacional de Economia Solidária.





Total de visualizações de página