terça-feira, 28 de junho de 2011

Documento retrata memória da imprensa alternativa sob o autoritarismo


A noite da última segunda-feira foi de lançamento da coleção de depoimentos “Protagonistas desta História” , iniciativa do Instituto Vladimir Herzog e Petrobrás. Trata-se de um conjunto de CDs e textos com depoimentos de participantes da imprensa de combate à ditadura militar (1964-1985).
A cerimônia reuniu cerca de uma centena de pessoas no Memorial da Resistência de São Paulo, o antigo Dops (Departamento de Ordem Política e Social), notabilizado pela ferrenha perseguição aos opositores do regime.
Ivo, filho de Vlado, como era conhecido o jornalista, está à frente do Instituto que homenageia seu pai. Ele lembrou que naquele dia, se Vlado estivesse vivo, completaria 74 anos.
Entre os 60 depoimentos reunidos no documento, estão os de Aguinaldo Silva, Audálio Dantas, Elifas Andreato, Fernando Morais, Franklin Martins, Gildo Marçal Brandão, José Hamilton Ribeiro, José Luiz Del Roio, Juca Kfouri, Raimundo Pereira, Fernando Pacheco Jordão, entre muitos outros.
O cartunista Miguel Paiva, autor da arte de um cartaz pela anistia política, campanha de 1979, assinou uma cópia e a entregou à Clarisse Herzog, viúva de Vlado. Durante a cerimônia, foi exibido um vídeo com alguns dos depoimentos.
Participaram do evento, o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, a secretaria de Estado da Justiça e Defesa da Cidadania, Eloisa de Souza Arruda, e o ex-ministro da Justiça, José Gregori, atual secretário especial de Direitos Humanos de São Paulo. A secretária Souza Arruda anunciou o pagamento de indenizações pelo governo estadual a 158 ex-presos políticos e seus familiares.











Total de visualizações de página